Arquivo da tag: UNIVERSIDADE

Mulheres e o campo científico: desafios e avanços. Entrevista com Hildete Pereira. Parte II

Por Edmar M. Braga Filho

Na segunda e última parte da entrevista, a professora e economista Hildete Pereira trata da questão das diferenças entre homens e mulheres no campo científico. Mostra como há ainda uma considerável diferença quanto ao reconhecimento e  prestígio. Também dá destaque à conquista da licença maternidade para mestrandas e doutorandas, o que só foi possível através da luta das mulheres. Confira! Continuar lendo Mulheres e o campo científico: desafios e avanços. Entrevista com Hildete Pereira. Parte II

Mulheres e o campo científico: desafios e avanços. Entrevista com Hildete Pereira. Parte I

Por Edmar M. Braga Filho

Em entrevista concedida no dia 29 de agosto de 2014, a professora e economista Hildete Pereira problematizou o papel das mulheres na atividade científica, e constatou: ainda há muito a se fazer. Ela afirma que um dos maiores desafios é a conciliação da vida familiar com a carreira científica, que exige muita dedicação de tempo. O trabalho doméstico e a criação dos filhos ainda são vistos como funções estritamente femininas. Continuar lendo Mulheres e o campo científico: desafios e avanços. Entrevista com Hildete Pereira. Parte I

Por uma universidade plural e sem muros: conhecendo a UFRJ 2014.

Por Joanna Cassiano

Os olhares atentos carregavam um misto de êxtase, insegurança e curiosidade, sentimentos típicos dos que se encontram, apesar da pouca idade, prestes a tomar a decisão de ingressar no nível superior. Esse era o cenário dos corredores da Escola de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde nos últimos dias 13 e 14 foi realizado o evento “Conhecendo a UFRJ”. Continuar lendo Por uma universidade plural e sem muros: conhecendo a UFRJ 2014.

A ciência brasileira não é feita por cientistas

 Por Joanna Cassiano

“Para poder atuar como cientista, eu atuo como professora de nível superior, eu literalmente faço ciência nas horas vagas”. É o que afirma Suzana Herculano Houzel, neurocientista e professora do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em entrevista concedida à Agência Gestão CT&I. Para ela, a ausência de regulamentação da prática científica atrasa o desenvolvimento tecnológico do Brasil. Continuar lendo A ciência brasileira não é feita por cientistas

Universidade: o jeito “jabuticaba” e o modelo “world class”

Por Joanna Cassiano

Embora cada vez mais afetados pelas demandas da globalização do ensino superior, temos um jeito “jabuticaba” de não responder a elas, mantendo um modelo de universidade que funciona como instrumento de política nacional. Segundo os critérios da Carnegie Foundation, das 2.377 instituições de ensino superior do país, somente 25 se qualificariam como universidades de pesquisa. Mas será que somente as universidades de pesquisa podem aspirar a ser modelos de excelência? É o que indaga Maria Helena de Magalhães Castro, PhD em Ciência Política, professora e pesquisadora do Departamento de Sociologia da UFRJ, no artigo “Universidade: a quantas anda nossa excelência e relevância?” (pp. 71-101) publicado no livro “Ensino Superior: expansão e democratização”.

Continuar lendo Universidade: o jeito “jabuticaba” e o modelo “world class”

DESENCANTAMENTO DA RAZÃO PURA: A SOCIOLOGIA DA CIÊNCIA DE PIERRE BOURDIEU

Por Edmar M. Braga Filho

Costumamos atribuir à prática científica um status de pureza cognitiva, que estaria ligado ao seu próprio modus operandi supostamente neutro, ou seja, à forma como cientistas realizariam o seu trabalho de compreensão, seja da natureza, seja da sociedade. Essa crença decerto é uma das razões da legitimação social da ciência. Continuar lendo DESENCANTAMENTO DA RAZÃO PURA: A SOCIOLOGIA DA CIÊNCIA DE PIERRE BOURDIEU

EM ENTREVISTA, JUAN PIOVANI DEFENDE MAIOR INTEGRAÇÃO ENTRE PAÍSES DA AMÉRICA LATINA

Por Edmar M. Braga Filho

          “A academia latino-americana tem muitos desafios. Acredito que os primeiros níveis de internacionalização e cooperação devem ser entre os próprios latino-americanos”, afirma Juan Piovani, professor da Universidad Nacional de La Plata. Em entrevista concedida no dia 5 de maio, o pesquisador fala da importância e dos impasses de uma cooperação acadêmica entre os países latino-americanos. Além disso, chama atenção para a importância da língua e do conhecimento das culturas de países que, paradoxalmente, encontram-se tão próximos geograficamente, e tão distantes intelectualmente. Continuar lendo EM ENTREVISTA, JUAN PIOVANI DEFENDE MAIOR INTEGRAÇÃO ENTRE PAÍSES DA AMÉRICA LATINA