Arquivo da tag: Ignacio Cano

Nas Trincheiras da Dependência: A Relação “Centro-Periferia” nas Ciências Sociais Brasileiras

Por Daniel Máximo

Desde meus primeiros períodos no curso de graduação em Ciências Sociais, quando fui exposto às teorias sociológicas clássicas e contemporâneas, venho me perguntando, talvez de maneira ainda um tanto quanto inocente, por que os autores cujas produções teóricas dentro do campo da Sociologia adquirem um alcance global se encaixam quase todos em um mesmo perfil: Homem, ocidental e proveniente de universidades europeias ou estadunidenses. Continuar lendo Nas Trincheiras da Dependência: A Relação “Centro-Periferia” nas Ciências Sociais Brasileiras

Anúncios

‘Quali’ versus ‘quanti’?

Por Anna Carolina Düppre,

Números e significado. Variáveis e sentido. Quantidade e complexidade. Todos são fatores que permeiam uma mesma realidade social na ótica das ciências humanas. Por que, afinal, pensamos em objetividade e subjetividade como campos opostos?

Maria Cecília Minayo, antropóloga sanitarista, e Odécio Sanches, da área de bioestatística e métodos quantitativos, ambos pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz, demonstram em seu artigo “Quantitativo-Qualitativo: Oposição ou Complementaridade?” a importância e relevância da complementaridade entre metodologias quantitativa e qualitativa. Continuar lendo ‘Quali’ versus ‘quanti’?