Arquivo da tag: GEOPOLÍTICA DO CONHECIMENTO

Contra o gênio individual

Por Edmar M. Braga Filho

 

Frequentemente associada à imagem de uma pessoa solitária e introspectiva, a atividade intelectual evoca a crença de que a criatividade é exclusiva e singular. Ainda que poética, ela ofusca alguns aspectos que devem ser abordados. Como a figura do artista perturbado ou hipersensível, essa representação superestima o gênio individual, invisibilizando o caráter coletivo da produção do conhecimento. Além disso, ignora a complexidade da rede que está presente no cotidiano do afazer acadêmico. E é sobre isso que esse texto irá refletir. Continuar lendo Contra o gênio individual

Anúncios

Irmãs distantes: diálogos entre Ásia e América Latina

Por Edmar M. Braga Filho

letter-t37

ema de interesse do Circuito Acadêmico, a assimetria na produção e circulação do conhecimento e a dependência acadêmica constitui grande desafio para as ciências sociais contemporâneas. As razões de sua ocorrência são múltiplas: seja como efeito de estruturas operantes durante a colonização britânica na Ásia, até a permanência de condicionantes que afetam a autonomia de campos científicos periféricos. Dentre outras, uma das consequências é a marginalização da produção dessas comunidades no âmbito internacional. Continuar lendo Irmãs distantes: diálogos entre Ásia e América Latina

Sociology in a tumultuous world. Interview with ISA President, Margaret Abraham

By Edmar M. Braga Filho, Leonel Salgueiro and Raphael Lebigre

We had the pleasure of interviewing Margaret Abraham, current President of International Sociological Association (ISA). Last year, she came to Brazil  to participate in a series of academic events, and Circuito Acadêmico couldn’t have missed this unique opportunity. We discussed topics about circulation of knowledge, gender inequality and activism in the social sciences. Have a look at the interview and enjoy the reading! Continuar lendo Sociology in a tumultuous world. Interview with ISA President, Margaret Abraham

As ideias são nômades — algumas mais do que outras

Por Edmar M. Braga Filho

As ideias são nômades por natureza. Elas circulam por diferentes contextos, são apropriadas e transformadas. Com o conhecimento científico não é diferente: todos os processos que o constituem, da produção à difusão, nunca ficam restritos ao local de origem. E isso se deve ao fato de que, para ganhar vida, ele precisa ser lido, reconhecido e analisado por cientistas do mundo todo. Como atividade coletiva, a ciência depende da cooperação constante para que seus resultados deem frutos e prosperem.  Continuar lendo As ideias são nômades — algumas mais do que outras

Challenges of social sciences in the periphery. Interview with Iranian sociologist Ladan Rahbari

By Edmar M. Braga Filho

 

One of the main topics we have discussed in Circuito Acadêmico is the question of inequality on production and circulation of knowledge. Last year, Iranian sociologist Ladan Rahbari published an article that deals with this matter, Peripheral position in social theory. Limitations of social research and dissertation writing in Iran, and was reviewed here. Rahbari gave us an interview by e-mail, clarifying some of the topics addressed in her article, including the external limitations faced by Iranian social scientists, and the articulation local/global. The Portuguese version could be found here . Enjoy the reading!
Continuar lendo Challenges of social sciences in the periphery. Interview with Iranian sociologist Ladan Rahbari

Os desafios das ciências sociais na periferia. Entrevista com Ladan Rahbari, socióloga iraniana

Tradução por Edmar M. Braga Filho

 

Um dos temas caros para o Circuito Acadêmico é a produção e circulação desiguais do conhecimento científico no mundo. No ano passado, a socióloga iraniana Ladan Rahbari publicou um artigo na revista Civitas, Peripheral position in social theory. Limitations of social research and dissertation writing in Iranresenhado pelo C/A. A autora nos concedeu uma entrevista por e-mail, esclarecendo alguns temas abordados no artigo, como as limitações externas à academia iraniana e a articulação global/local. Você pode acessar a versão original aqui. Confira abaixo e participe! Continuar lendo Os desafios das ciências sociais na periferia. Entrevista com Ladan Rahbari, socióloga iraniana

A sina sociológica

Por Edmar M. Braga Filho

A sociologia é frequentemente associada a um papel de desmistificação da sociedade. É no clássico livro Perspectivas Sociológicas, de Peter Berger, que essa vocação é brilhantemente provocada no leitor. Por meio de sua leitura, somos instigados a enxergar a realidade imersa em relações sociais. Uma radicalização dessa perspectiva possibilita à própria sociologia analisar-se reflexivamente. Ciência em constante mutação, dada a especificidade de seu objeto, a sociologia encontra sempre novos desafios epistemológicos, teóricos e empíricos que a atormentam. Eis a sina sociológica. Continuar lendo A sina sociológica