Arquivo da tag: antropologia

Uma arqueologia da colaboração internacional

Por Vinícius Volcof Antunes,

O seminário do Museu Nacional (PPGAS/UFRJ) apresentou em novembro a mesa Modernismo, pan-africanismo e “novas sensibilidades etnográficas”: a propósito do diálogo entre Franz Boas e Kamba Simango, sobre a pesquisa do antropólogo Lorenzo Macagno (UFPR). Argentino com especializações no Brasil e nos EUA, Macagno apresenta a “história mínima” do missionário moçambicano Kamba Simango (1890-1967) e sua relação com o “pai” da antropologia americana Franz Boas (1858-1927).

Continuar lendo Uma arqueologia da colaboração internacional

Anúncios

O legado de Neide Esterci às ciências sociais

por Vinícius Volcof Antunes

No último dia 20 de junho, o Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ recebeu o seminário A contribuição de Neide Esterci para os estudos rurais e ambientais no Brasil, organizado pelo Núcleo de Desenvolvimento, Trabalho e Ambiente (DTA) do departamento de ciências sociais da instituição. Na ocasião, colegas de longa data, parceiros de pesquisa e orientados acadêmicos puderam homenagear uma das pesquisadoras mais relevantes da antropologia rural e ambiental brasileira, autora de mais de nove livros e vinte e cinco artigos, que este ano aposentou-se de suas funções.

Continuar lendo O legado de Neide Esterci às ciências sociais

A encruzilhada da Antropologia e da Filosofia, o caso de Kant

Por Raphael Lebigre

É sabido que as ciências sociais, disciplina que marca sua fronteira com as demais áreas a partir do século XIX, têm por base a filosofia, mãe de grande parte das ciências ocidentais. Apesar da paixão que alguns possuem em estudar as sociedades, não é incomum na cultura acadêmica brasileira a falta de profundidade entre a as ciências e o pensamento do “amor pelo saber”.  Um exemplo claro está na base frágil de filosofia entre os nossos alunos graduandos.  Na tentativa de utilizar a filosofia para entender a antropologia, proponho apresentar em poucas linhas a visão de Emmanuel Kant (1724-1804) sobre a última, situada no seu livro: “Antropologia a partir de um ponto de vista pragmático”, publicado em 1798. Continuar lendo A encruzilhada da Antropologia e da Filosofia, o caso de Kant

Let’s take a selfie: O impacto das redes sociais na produção do conhecimento.

Por Leonel Salgueiro,

Com o crescimento das redes sociais é perceptível o interesse de cientistas sociais sobre elas. Sendo assim, podemos nos perguntar: o que postamos e compartilhamos é consequência exclusiva de nossas opiniões individuais? Podemos entender um pouco de nossa cultura por elas? É possível falarmos de novas formas de produção de conhecimento? Esta semana chegou “aos computadores” do Circuito Acadêmico um curso online e gratuito da University College London chamado “Por que Postamos? A Antropologia das Redes Sociais”. Neste curso, nove antropólogos pesquisam as diferentes maneiras de se utilizar redes sociais ao redor do mundo. O curso está em execução e ainda é possível o ingresso em suas aulas semanais. Para que você leitor não desanime em começá-lo, discutiremos algumas ideias tratadas sobre a produção de conteúdo nas redes sociais.

Continuar lendo Let’s take a selfie: O impacto das redes sociais na produção do conhecimento.

C/Ast #2

Por Vinícius Volcof Antunes

Nesse mês, o Circuito Acadêmico recebeu visitas, batendo um papo sobre as iniciativas estudantis na graduação em Ciências Sociais com Rodolfo Teixeira e João Caldeira, alunos do IFCS-UFRJ e membros do recém criado Núcleo Discente de Antropologia (NDA), um grupo que reúne interessados no tema para discussões e estudos, criando um espaço de colaboração mútua para o desenvolvimento da jornada intelectual de formação.

Continuar lendo C/Ast #2

Entre o engajamento político e a vocação sociológica, Balandier, cientista social da emancipação africana.

Por Raphael Lebigre

Georges Balandier, hoje um dos maiores cientistas sociais vivos da atualidade, foi atuante na luta pela emancipação dos países africanos e abriu os horizontes teóricos de uma disciplina sociológica africanista. Diante de todas as contribuições do etnólogo, hoje irei apresentar sumariamente algumas de suas concepções sobre as relações coloniais de dominação da França com a África, durante 1950-60; assim como abordar as realizações que fizeram do antropólogo uma figura central na divulgação das ciências sociais da África francofônica.

  Continuar lendo Entre o engajamento político e a vocação sociológica, Balandier, cientista social da emancipação africana.

A potencialidade da antropologia transnacional: um princípio de alteridade.

Por Bruna Saldanha

            Como construir uma antropologia capaz de lidar com a diversidade do mundo globalizado é uma questão importante a ser pensada no cenário acadêmico: “como acadêmicos, sabemos que a diversidade e a criatividade se alimentam mutuamente, e que um acervo maior de perspectivas diferentes significa uma maior capacidade de invenção.” Os autores Gustavo Lins Ribeiro e Arturo Escobar nos fazem questionar em que lógica a produção do conhecimento está pautada atualmente.

Continuar lendo A potencialidade da antropologia transnacional: um princípio de alteridade.