PROJETO DE PESQUISA

“Internacionalização da Sociologia Brasileira: práticas de publicação internacional dos sociólogos brasileiros e presença brasileira nos periódicos internacionais”

Projeto coordenado pela profa. Eloísa Martín, financiado pela FAPERJ (APQ1 2012.1) e desenvolvido no Depto. de Sociologia do IFCS/UFRJ

Resumo:
A exigência pela internacionalização da produção cientifica por parte do MEC, o MCTI, e as agencias de fomento a pesquisa tem impactado dramaticamente o quadro docente e discente de todas as universidades. Se a pressão “publish or perish” tem se imposto globalmente ao ponto de constituir o parâmetro fundamental da excelência acadêmica, os contextos universitários nacionais específicos tem lidado de maneira díspar com as dificuldades de acesso às publicações internacionais e conseguido diversos graus de inserção internacional. Essa pesquisa propõe analisar o grau de internacionalização da sociologia brasileira a partir da análise da presença de autores brasileiros em periódicos internacionais e das práticas de autoria e publicação dos sociólogos brasileiros.
Uma descrição minuciosa da dinâmica das publicações dos programas com maior nota da CAPES como índice da internacionalização da Sociologia Brasileira é fundamental, e pode ser mais bem entendida ao combiná-la com uma análise das práticas de autoria dos professores desses programas. Esse projeto, ainda, tem uma ambição maior, que é discutir esses dados sob a luz da divisão internacional do trabalho acadêmico, à circulação internacional do conhecimento e do lugar de dependência que a Sociologia brasileira teria nesse quadro. Como gerar condições para uma produção intelectual autônoma pensada desde as particularidades de países periféricos? Como gerar modelos teóricos aptos a pensar as idiossincrasias nacionais? Qual o papel da educação superior em corrigir assimetrias e gerar condições concretas de inserção social em países periféricos?, são algumas das questões que configuram o horizonte desta pesquisa. O projeto propõe uma discussão sobre a influência das rotinas de afazer científico na própria definição da Sociologia, na elaboração dos critérios de relevância (científica em geral, e sociológica, em particular) e nas representações sobre o papel da sociologia brasileira na divisão internacional do trabalho acadêmico.

O que você tem a dizer sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Olhares das Ciências Sociais sobre a produção do conhecimento