O Sistema de Avaliação da pós-graduação Brasileira e seus impactos nos processos de trabalho dos professores-pesquisadores

Por Joanna Cassiano

Em sua tese de doutorado defendida no ano passado, Marina de Carvalho Cordeiro, doutora em Sociologia pelo PPGSA – UFRJ e atualmente pós-doutoranda na mesma instituição, discute as práticas profissionais dos cientistas sociais na sociedade contemporânea. Para isso, a autora analisa a vivência de professores-pesquisadores membros de diferentes programas de pós-graduação pelo país.

Continuar lendo O Sistema de Avaliação da pós-graduação Brasileira e seus impactos nos processos de trabalho dos professores-pesquisadores

Anúncios

“Ciência distorcida”

 

Por Julia França

O produtivismo, como método racional, anteriormente destinado a indústria e administração de empresas, é transplantado para a academia e aplicado pelas agências de fomento e administrações universitárias. Como resultado, um conjunto de distorções. Em um ambiente de competição por recursos públicos, de produção em massa, de inflação das publicações, e do monitoramento do desempenho de professores e pesquisadores, temos também empilhamento de citações, “requentamento” de produção, arranjo ou combinação de publicações, fraudes, plágios… O desafio da qualidade no produtivismo acadêmico é discutida pelo professor Ivan Domingues, em “Ciência Distorcida”. Para saber mais: http://cienciahoje.uol.com.br/revista-ch/2013/310/produtividade-academica

Ciências Sociais, colonialidade e eurocentrismo: a visão de Edgardo Lander

Por Edmar M. Braga Filho

É possível falar numa sociologia universal? As experiências de uma determinada sociedade podem ser comparadas às de outra, num contexto histórico e espacial diferente? Como universalizar o que se deu num contexto específico? Há relações de poder nesta generalização da teoria social? Tais questões são problemáticas, pois suscitam inúmeras discordâncias entre os estudantes e profissionais das ciências sociais. Estes questionamentos são tratados no texto de Lander, que se encontra numa coletânea por ele organizada. Edgardo Lander é um sociólogo venezuelano, professor titular da Universidade Central da Venezuela, e vem trabalhando nesse assunto há vários anos. O livro é composto por artigos de autores vários, e problematiza a colonialidade do saber latino-americano pelo eurocentrismo.

Continuar lendo Ciências Sociais, colonialidade e eurocentrismo: a visão de Edgardo Lander

“Desigualdades sociais no Ensino Superior: viés acadêmico e ineficiências”

Por Bruna Saldanha

Resenha da apresentação “Desigualdades sociais no Ensino Superior: viés acadêmico e ineficiências” da Profa. Maria Ligia Barbosa no seminário “Perspectiva sobre desigualdades” ocorrido no dia 02 de abril de 2014, na Pontifícia Universidade Católica (PUC – RJ), organizada pelo Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre Desigualdade (NIED).

Continuar lendo “Desigualdades sociais no Ensino Superior: viés acadêmico e ineficiências”

Entrevista com a professora Elisa Reis

Por Edmar M. Braga Filho

Para a professora Elisa Reis, na busca pela internacionalização das Ciências Sociais, investimentos em projetos colaborativos são mais eficazes que investimentos em traduções e participações em congressos no exterior.

Continuar lendo Entrevista com a professora Elisa Reis

Olhares das Ciências Sociais sobre a produção do conhecimento