Como foi participar da XIX Conferência da ISA

Por Javier Celedon Meneghello

Há poucos dias terminou a XIX Conferência Mundial de Sociologia da ISA, realizada na cidade de Toronto (Canadá), dos dias 15 a 21 de julho. A reunião, que contou com quase 6 mil delegados de mais de 100 países, teve uma boa participação de professores do PPGSA da UFRJ, além de dois estudantes do programa, Edmar Braga e eu.

Participar deste magno evento é, sem dúvidas, umas das melhores experiências que já tive na vida acadêmica. O mero fato de poder ver, ouvir e conversar com pessoas de nações, línguas e raças diferentes fez com que meus horizontes vitais e intelectuais se ampliassem e ganhassem novas perspectivas.

Estive presente, na segunda-feira 16 de julho, em uma mesa redonda dedicada a debater assuntos vinculados à religião e ao gênero (que são minhas áreas de estudo). À diferença do formato das sessões (onde costumam haver 5 pessoas que apresentam seu trabalho, deixando alguns minutos para perguntas ou comentários), a mesa redonda é, literalmente, uma mesa redonda que congrega 5 ou 6 pesquisadores. Junto a eles, ouvintes interessades em conhecer as discussões que acontecerão. A ordem é assim: cada pesquisador apresenta (em no máximo 15 minutos) o trabalho previamente preparado para logo deixar quase uma hora de debate, perguntas, comentários e sugestões, tanto dos pesquisadores presentes como dos outros participantes.

javier
Foto de uma das mesas redondas, tirada pela professora Anna Halafoff, da Deakin University, Australia

Como disse, a minha mesa redonda estava dedicada a tratar de assuntos vinculados à interseção entre religião e gênero. Entre apresentadores e participantes, éramos pessoas vinda da Itália, Irã, México, África do Sul, Lituânia, Canadá, Israel, Estados Unidos e o Brasil.  Tratou-se de assuntos diversos, como os desafios das mulheres muçulmanas imigrantes na Itália, os papéis de gênero entre os millenials do Canadá, os católicos LGBT no Brasil, entre outros.  Foi um verdadeiro espaço de intercâmbio e mútuo aprendizado tanto para quem expôs quanto para quem simplesmente quis ouvir e aprender. No meu caso, as perguntas e comentários ajudaram para continuar aprimorando a pesquisa que desenvolvo.

javier w
Selfie com Karina Bárcenas, pesquisadora da UNAM

Terminado o tempo para este intercâmbio acadêmico, fiquei com algumas ideias, que compartilho como modo de encerrar este post.  

Em primeiro lugar, foi uma confirmação de que nós, pesquisadores no Brasil, precisamos conhecer e estudar outras experiências para além das nossas fronteiras. Tenho a impressão que muitas das vezes o tamanho do país (do qual surgem inúmeros desafios) faz com que estejamos fechados a outros saberes, conhecimentos e perspectivas, empobrecendo nosso agir como intelectuais e pesquisadores.

Em segundo lugar, e como contraponto ao anterior, que é importante valorizar e afirmar nosso aporte às ciências sociais. Como pesquisadores do Sul Global, temos que nos arriscar a pensar, pesquisar e elaborar teorias de cunho local. Nosso passado colonial e nosso presente geopolítico muitas das vezes nos levam a repetir e replicar conteúdos advindos de contextos alheios, fazendo com que nossa produção não seja fiel ao que nossos dados mostram.

Em terceiro e último lugar, que estes espaços de encontro e intercâmbio acadêmico são fundamentais, pois nos ajudam a evidenciar que a ciência é algo coletivo. O longo, às vezes árduo, e solitário trabalho intelectual podem nos fazer perder de vista que, no final das contas, só pesquisamos e produzimos conhecimento graças ao trabalho que outros fizeram e a que existem muitos colegas espalhados pelo mundo fazendo o mesmo.

 

Anúncios

O que você tem a dizer sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s