O brasileiro quer ciência

Por Joanna Cassiano

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) divulgou na última semana, durante a 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, realizada na Universidade de São Carlos, em São Paulo, a pesquisa “Percepção pública da ciência, tecnologia e inovação no Brasil – 2015”, referente à percepção nacional em relação ao universo da ciência. Contando com 1.962 entrevistados em todas as regiões do país, os dados apontam que a atitude dos brasileiros em relação à ciência e tecnologia é positiva e otimista.

Se por um lado a conjuntura é crítica, envolvendo duros cortes orçamentários nos Ministérios da Educação e no MCTI, por outro, a pesquisa revela que 78,1% dos brasileiros apoiam o aumento dos investimentos em ciência e tecnologia. Os números são expressivos quando comparados a levantamentos similares realizados em outros países. Nos Estados Unidos, Espanha e França, por exemplo, somente cerca de 40% da população atualmente apoia um maior investimento nas áreas em questão. Segundo a pesquisa, a maioria dos brasileiros acredita que as áreas devem ser mais incentivadas porque são fatores que proporcionam melhorias diretas na qualidade de vida das pessoas e, de forma geral, no bem-estar da sociedade.

Dados da pesquisa apontam ainda que os brasileiros se dizem interessados pelos temas de Ciência e Tecnologia tanto quanto por esportes e mais do que por política, arte e cultura. Em relação aos benefícios de um arranjo científico e tecnológico bem estruturado no país, os números também são otimistas. Mais da metade dos entrevistados acreditam que a área traz somente benefícios para a humanidade, sem malefícios. O número representa um aumento em relação ao ano de 1987, quando o otimismo sobre os benefícios da ciência era apenas de 12% entre a população brasileira.

Essa visão positiva se estende também à figura do cientista. Em linhas gerais, a profissão é vista como agente de transformação social. Metade dos entrevistados acreditam que cientistas são “pessoas inteligentes que fazem coisas úteis à humanidade” e 34% acreditam que a motivação desses profissionais é “ajudar a humanidade”. Por outro lado, por exemplo, 14% acreditam que cientistas são “pessoas comuns com tratamento especial”, 10% acreditam que são “pessoas que se interessam por temas distantes da realidade”, e 6% acreditam que cientistas são “pessoas que trabalham muito sem querer ficar ricas”.

Apesar da visão otimista, a postura dos brasileiros também é crítica. A maioria da população salienta a importância de regulação das pesquisas, em especial no que diz respeito aos seus aspectos éticos e políticos. Metade dos entrevistados acreditam que é necessário que os cientistas exponham publicamente os riscos decorrentes dos desenvolvimentos científicos e tecnológicos, assim como concordam que a população deve ser consultada nas grandes decisões sobre os rumos da C&T.

Embora a atitude dos brasileiros seja positiva e o interesse pela área seja alto, o acesso à informação sobre ciência e tecnologia ainda é limitado e a desinformação é grande. 72% dos entrevistados não leem sobre ciência e inovação tecnológica em livros “nunca ou quase nunca”, 68% “nunca ou quase nunca” ouvem programas de rádio que tratam sobre o tema, 61% dizem “nunca ou quase nunca” ler sobre C&T em jornais impressos, 51% não conversa sobre ciência e tecnologia “nunca ou quase nunca” com seus amigos e não leem sobre o tema na Internet ou nas redes sociais. 94% dos entrevistados não lembram o nome de um cientista brasileiro famoso de nenhuma área do conhecimento.

Dessa forma, ilustra-se um panorama onde é necessário investimento não apenas em pesquisas, mas também no fortalecimento de uma cultura científica no país. Pensar novos canais de comunicar ciência, novas possibilidades de interação entre pesquisa e sociedade, novas formas de circular o conhecimento produzido nas universidades e centros de pesquisa é caminhar em uma direção onde, enfim, a ciência seja para todos.

(A pesquisa completa encontra-se disponível em: http://percepcaocti.cgee.org.br/)

Anúncios

O que você tem a dizer sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s