Pelo fim da unilateralidade da ciência: a necessidade do diálogo entre universidade e sociedade.

Por: Joanna Cassiano

A universidade vem perdendo sua hegemonia e transformando-se em alvo fácil de crítica social. A comercialização do conhecimento é a ponta do iceberg de uma crise deflagrada no sistema universitário nos últimos anos. O fragmento “Do conhecimento universitário ao conhecimento pluriversitário” compõe a primeira parte do texto “A Universidade no Século XXI: Para uma reforma democrática e emancipatória da universidade” (*), de autoria do sociólogo português Boaventura de Sousa Santos. Na obra, o escrito dialoga com a reflexão acerca da temática universitária, também de sua autoria, publicada há 10 anos e intitulada “Da ideia da universidade a universidade de ideias”, no livro “Pela mão de Alice: o Social e o Político na Pós-modernidade”.

 

Boaventura afirma que transformações ocorridas na última década alteraram tão profundamente a relação entre conhecimento e sociedade, que prometem modificar a própria concepção que temos sobre ambos. O conhecimento universitário foi ao longo do século XX uma tipologia despreocupada com a contextualização de suas produções em relação ao cotidiano das sociedades. Ou seja, os próprios pesquisadores são quem determinam e delimitam os problemas científicos merecedores de investigação, sua relevância, metodologias e ritmos de pesquisa. A partir desse arranjo, o conhecimento acadêmico configura-se como uma tipologia homogênea e organizacionalmente hierárquica.

Para o autor, a distinção entre conhecimento científico e as demais formas de saber é absoluta, assim como a distinção entre ciência e sociedade. A universidade produz um conhecimento que a sociedade aplica ou não, uma alternativa que, por mais relevante que seja socialmente, é indiferente para o conhecimento produzido. Porém, ao longo das décadas, alterações desestabilizaram esse modelo e apontaram a necessidade de emergência de uma nova forma de fazer e pensar ciência. É essa transição que Boaventura caracteriza como a passagem de um conhecimento universitário para um conhecimento pluriversitário.

Ao contrário do descrito acima, o modelo pluriversitário é um arranjo contextual, cujo princípio organizador é a aplicação que lhe pode ser dada extra-muros das universidades. Dessa forma, a formulação das questões e arranjos de pesquisa seria definida a partir do diálogo entre pesquisadores e sociedade, de forma transdisciplinar. O conhecimento homogêneo e hierárquico das universidades se transformaria em um modelo internamente mais heterogêneo, plural, flexível e democrático. A sociedade deixaria de ter uma posição meramente passiva em relação à ciência e assumiria a centralidade do processo de produção do conhecimento acadêmico.

O modelo pluriversitário tem se destacado na parceria universidade-indústria e, portanto, sob a forma de um conhecimento mercantil. Mas segundo Boaventura, especialmente nos países centrais e semiperiféricos, o contexto de aplicação tem sido não somente mercantil, mas cooperativo e solidário, a partir da parceria entre pesquisadores e sindicatos, organizações não governamentais, movimentos sociais, grupos sociais especialmente vulneráveis, comunidades populares, etc.

Essa aproximação obriga o conhecimento científico a confrontar-se com outros tipos de saber e exige um nível de responsabilização social mais elevado às universidades. O conhecimento pluriversitário substitui a unilateralidade pela interatividade. À medida que a ciência se insere mais na sociedade, a sociedade se insere mais na ciência.

 

(*) Versão completa disponível em:

http://www.ces.uc.pt/bss/documentos/auniversidadedosecXXI.pdf

Anúncios

O que você tem a dizer sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s